28jan
By: sergio ligado: janeiro 28, 2018 In: Blog Comments: 0

Se a sua empresa possui filiais, nada mais natural que elas estejam integradas com a matriz. Isso vale tanto do ponto de vista administrativo como no ambiente tecnológico.

A integração é o primeiro passo para que as filiais obtenham um desempenho satisfatório, nos mesmos moldes que a matriz conseguiu. Por outro lado, sem a integração, não há garantia de unificação dos processos e metodologia de trabalho, o que pode acarretar em perda de produtividade e receitas.

Veja abaixo algumas dicas que podem ajudar a manter essa desejada integração matriz-filial:

Integração é fundamental para o sucesso

Integrar unidades e padronizar procedimentos são práticas fundamentais para a qualidade da gestão. Assim, a gestão de filiais depende principalmente da utilização de tecnologias que permitam a transição de informações; do treinamento eficiente de colaboradores; e da padronização dos processos gerenciais.

A automação de processos como controle de estoques, vendas e caixa por meio de aplicativos também é imprescindível. Mas, para isso, esses sistemas precisam ser exatamente os mesmos e integrados entre as unidades da empresa.

Integração via TI

Adotar equipamentos e aplicativos iguais nas filiais e na matriz da empresa é um procedimento indispensável. Os recursos de TI devem ser mantidos e compartilhados nos mesmos parâmetros em todas as unidades.

Quem opta por manter ferramentas e aparelhagem distintas aceita o risco de encontrar problemas na integração, falhas na coleta e troca de informações e até mesmo dificuldades de manutenção.

A situação ideal é a de compartilhamento de recursos de TI, mantidos iguais em todas as unidades que compõem a rede da empresa. Tecnologicamente falando, não há limites de quantidade: podem ser duas, duzentas, ou muito mais.

VPN (Virtual Private Network)

Solução de baixo custo, o uso de uma rede particular virtual (VPN) demanda uma conexão com a internet com uma capacidade suficiente para simular uma rede local privada. Tanto matriz quanto filiais precisam estar conectadas à web. O desempenho da rede virtual será tanto melhor quanto maior for a banda do acesso.

Para criar uma VPN são necessários no mínimo dois computadores conectados à Internet e um programa de VPN instalado em cada uma delas.

Comunicação interna

É preciso estabelecer um canal que facilite o contato, evitando ruídos indesejáveis e preferencialmente guardando um histórico das mensagens. Além disso, estabelecer um protocolo de comunicação pode orientar como e quando usar os canais de comunicação. Isso vai garantir uniformidade e regras que definam quando utilizá-lo e, até mesmo, quando será necessário o contato pessoal.

Padronização de processos

Assim como na comunicação, é necessária a criação de protocolos para todas as áreas, como atendimento, logística, vendas, TI. Dessa forma, fica mais fácil que matriz e filiais mantenham a uniformidade em questões gerenciais e até de atendimento ao cliente.

Modelos de treinamento

Reforçando a questão dos processos padronizados, devem ser pensados modelos de treinamento pelos quais os mesmos conteúdos sejam ministrados a todos, inclusive nas novas contratações. Daí a pertinência de criar um modelo a ser seguido.

Esse artigo foi útil para você? Então, compartilhe-o com as demais unidades da empresa!

Trackback URL: https://wmsit.com.br/importancia-de-ter-filiais-integradas/trackback/